ptarzh-CNenfrdeitjarues

Moderno simulador de subestação de Energia Elétrica IEC-61850 passa a integrar o centro de P&D da TI Safe

Avalie este item
(0 votos)
Segunda, 25 Mai 2020 12:09

Simulador materializa os ataques contra subestações de energia e será usado em demonstrações realizadas pela empresa em treinamentos e eventos.

 Materia 4 simulador subestacao

Um dos grandes desafios para as concessionárias de energia elétrica é garantir a eficiência dos processos e a melhoria da qualidade de fornecimento. No caso das distribuidoras, por exemplo, a manutenção da concessão está atrelada ao atingimento dos indicadores DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) e FEC (Frequência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora), definidos pela agência reguladora. As arquiteturas de comunicação entre dispositivos das subestações são baseadas no padrão IEC 61850, que suporta diversos protocolos e são executados em redes TCP/IP (Ethernet). A digitalização permite converter dados provenientes de equipamentos primários como transformadores de corrente e de tensão, disjuntores, chaves e transformadores de potência para proteções digitais em mensagens GOOSE (Generic Object Oriented Substation Event), que informam sobre a atuação de qualquer proteção ou sinal digital no sistema de distribuição.

Para criar um ambiente próximo da realidade e simular ataques em mensagens GOOSE, a TI Safe desenvolveu um projeto de quase um ano de duração e criou uma réplica de uma subestação digital que alimenta uma cidade. “Dentro do simulador exploramos as brechas de segurança no protocolo de mensagens GOOSE e atacamos a malha energética, causando a interrupção dos serviços. Esse ataque é possível devido à falta de criptografia e autenticação nas mensagens GOOSE por causa de problemas de latência em Dispositivos Eletrônicos Inteligentes (IED)”, explica Marcelo Branquinho, CEO da TI Safe. O protocolo IEC 61850 fornece modelos e regras para organizar os dados de uma maneira consistente através dos tipos de IEDs. O GOOSE faz parte do protocolo e encapsula dados lógicos e analógicos como status e controles de ligar e desligar intertravamentos e alarmes gerais e de temperatura de transformadores de energia que são transmitidos em pacotes Ethernet. Dessa forma um malware pode ser criado para capturar, alterar e injetar mensagens GOOSE na rede.

Assista o vídeo e veja o funcionamento básico do novo simulador da TI Safe.

 

Lido 1838 vezes Última modificação em Segunda, 25 Mai 2020 13:07

Copyright © 2007-2020 - TI Safe Segurança da Informação - Todos os direitos reservados.