ptarzh-CNenfrdeitjarues

Transformação digital é urgente para a sobrevivência das indústrias

Avalie este item
(0 votos)
Quarta, 22 Abril 2020 21:38

Gestão e Monitoramento Remoto (ICS-SOC) e Acesso Remoto Seguro (ICS.SecureRemoteAccess) são pilares para garantir a continuidade dos negócios durante e após a pandemia.

ICS SOC remoto

O aumento exponencial do número de casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus fez com que empresas tivessem que agir rapidamente para proteger o bem estar dos funcionários e reduzir o risco de interrupções das operações.

Segundo uma pesquisa do Instituto de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Iibre), as indústrias se mostram dispostas a investir mais em automação agora. Além disto, aquelas que antes rejeitavam o trabalho remoto estão percebendo que é possível e necessário operar nesse sistema.  Fora as áreas administrativas, partes do processo produtivo nas indústrias também podem ser realizados à distância. Em muitas plantas industriais a operação de sistemas prioritários como os de supervisão e controle, suporte aos equipamentos e serviços de apoio contam com recurso de acesso remoto. Nesse cenário de rápida transformação digital, a segurança cibernética tem um papel fundamental.

Como explica Marcelo Branquinho, CEO da TI Safe, o acesso remoto –  fundamental para garantir a continuidade dos negócios nesse momento de pandemia –  se for feito sem os devidos cuidados expõe as redes de Tecnologia da Informação (TI) e de Tecnologia da Automação (TA) das empresas aos riscos de invasão cibernética. “É fundamental provisionar uma estrutura de comunicação segura que contemple todas as partes envolvidas: empresa, clientes, parceiros e fornecedores. E para garantir a continuidade dos negócios e mitigar impactos futuros, dois pilares são fundamentais: monitoramento remoto e acesso seguro”, detalha.

O ICS-SOC da TI Safe trabalha com foco no pilar do monitoramento contínuo das soluções de segurança cibernética que protegem os  sistemas de controle e redes industriais das empresas. O centro de monitoramento da TI Safe incorpora dados obtidos a partir do monitoramento contínuo de endpoints (PCs, laptops, dispositivos móveis e servidores) assim como dos dados de chão de fábrica, de redes de automação, de soluções de segurança cibernética e de outras fontes de informações. “Através da correlação destes dados nossos analistas de segurança podem optar por usar o sistema de monitoramento de eventos de segurança para investigar um evento específico, verificar atividades suspeitas que o caracterizem como um incidente de segurança e, até mesmo, responder ao incidente de forma imediata, mitigando os efeitos nocivos sobre a disponibilidade da rede de automação”, explica o CEO da TI Safe.  O executivo esclarece ainda que a incorporação de inteligência de ameaças, ativos, identidades e outras informações de contexto colabora para uma efetiva solução de gestão e monitoramento de segurança que auxilia os profissionais do ICS-SOC durante o processo investigativo.

Para atender ao segundo quesito que garante a continuidade dos negócios de forma não presencial e segura, a TI Safe desenvolveu uma solução baseada na tecnologia Thales STA (Safenet Trusted Access). O TI Safe ICS.SecureRemoteAccess permite que o usuário tenha um segundo fator de autenticação e garante a segurança da conexão. “Utilizar duplo fator de autenticação para reduzir o risco de acesso indevido é crucial na operação remota de uma planta industrial. Com a autenticação de dois fatores configurada, os usuários necessitarão, além do nome do usuário e senha, de um código de acesso”, explica Marcelo Branquinho.

A solução TI Safe ICS.SecureRemoteAccess é gerenciada e monitorada 24x7 pela equipe do ICS-SOC e é implantada sem a necessidade de visita à planta ou ao centro de controle do cliente. O TI Safe ICS.SecureRemoteAccess é vendido de acordo com o número de usuários que farão conexão remota segura, sempre em múltiplos de 10, com um mínimo de 50 usuários. A instalação pode ser feita em no máximo dois dias, incluindo testes e integrações necessárias. 

Para mais informações entre em contato

Lido 1599 vezes Última modificação em Sexta, 24 Abril 2020 18:21

Copyright © 2007-2020 - TI Safe Segurança da Informação - Todos os direitos reservados.