TI Safe

Class | Suporte | EaD | Hub |

Home Blog TI Safe patrocina o Grupo de Pesquisas Aeroespaciais da UFRJ

Blog

TI Safe patrocina o Grupo de Pesquisas Aeroespaciais da UFRJ

Empresa contribuirá na implementação de segurança cibernética na fabricação dos foguetes que participarão da missão Spaceport America Cup

O Grupo discente de Pesquisas Aeroespaciais da UFRJ, formado pelas equipes Minerva Rockets e Minerva Sats, fundado por alunos da Poli-UFRJ, atua de forma integrada à Universidade no processo de formação de profissionais de alto nível, empreendedores e inovadores, contribuindo para o desenvolvimento tecnológico do país. Para atender a esses fins, o grupo desenvolve projetos de engenharia no âmbito do setor aeroespacial, em especial foguetes, nanossatélites para sensoriamento remoto e experimentos biológicos. Com objetivo de apoiar a comunidade científica brasileira, o desenvolvimento de talentos na área e ampliar o escopo de sua atuação na implementação de segurança cibernética no mercado de aviação e aeroespacial nacional, a TI Safe fechou acordo de patrocínio com o projeto da UFRJ e irá auxiliar na implementação de segurança cibernética e novos recursos nos foguetes Aurora (propulsão sólida) e Quimera (propulsão híbrida).A Minerva Rockets, representando o Brasil, lançará o Aurora na Spaceport America Cup, competição que acontecerá no Novo México, EUA, em junho de 2022. O evento internacional de foguetes universitários conta com 150 times de 26 países e seis continentes e a UFRJ participa junto às melhores universidades do mundo como MIT, Stanford, EPFL e outras.

Na Spaceport America Cup o objetivo é construir foguetes que cheguem até exatos 3 mil metros e para isto é necessário ter aviônica embarcada para aquisição e transmissão de dados, sistema de frenagem, de abertura do paraquedas etc. A TI Safe irá colaborar na segurança cibernética do projeto para garantir o sigilo de fabricação e também patrocinará a produção dos foguetes. A equipe de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da companhia atuará junto à Minerva Rockets prestando auxílio e consultoria, por exemplo, para a automação da base de lançamento com inteligência artificial, sistema de frenagem e também através de novos componentes de hardware e software.

“Somos entusiastas da tecnologia e entendemos que dentro das nossas ações de pioneirismo, a segurança de aviões e da computação associada aos foguetes e satélites tem potencial de ser uma próxima fronteira de atuação para a TI Safe. Nosso objetivo é entender melhor para poder proteger com mais eficiência também”, explica Thiago Branquinho, CTO da TI Safe.

O Aurora é um foguete de sondagem atmosférica para transporte de Cubesats com apogeu de 3 km e característica modular, construído originalmente com acopladores rosqueados, sem parafusos no externo da fuselagem, garantindo ao foguete independência dos módulos e otimização da aerodinâmica. Seu propulsor sólido “Hélios” tem mais de um metro de comprimento e 17 Kg quando totalmente carregado. O Quimera, por sua vez, apresenta como inovação o emprego da propulsão híbrida, que garantirá operações mais seguras, pois o seu motor será controlado por um sistema de hardware e software embarcado.

A finalidade prioritária dos dois foguetes é servir como um veículo de transporte de payloads, por exemplo, nanossatélites. Quando dotados de instrumentação dedicada, a mesma tecnologia pode ser empregada para fazer pesquisas científicas, pois necessariamente os foguetes precisam voar acima da atmosfera terrestre. “Esses sistemas são responsáveis pela colocação em órbita e pelo posicionamento, principalmente, de satélites com fins científicos ou operacionais”, explica Marcelo Branquinho.

A Minerva Rockets já participou de várias missões, que é como são denominados os campeonatos mundiais. Ano passado se classificou em terceiro lugar, na frente de renomadas universidades norte-americanas.
Para saber mais acesse Minerva Rockets

Voltar