Home Blog Minerva Rockets, patrocinada pela TI Safe, ganha campeonato latinoamericano de foguetes experimentais

Blog

Minerva Rockets, patrocinada pela TI Safe, ganha campeonato latinoamericano de foguetes experimentais

Grupo de Pesquisas Aeroespaciais da UFRJ também conquistou o terceiro lugar na competição mundial

O Grupo discente de Pesquisas Aeroespaciais da UFRJ, formado pelas equipes Minerva Rockets e Minerva Sats, fundado por alunos da Poli-UFRJ, atua de forma integrada à Universidade no processo de formação de profissionais de alto nível, empreendedores e inovadores, contribuindo para o desenvolvimento tecnológico do país. Para atender a esses fins, o grupo desenvolve projetos de engenharia no âmbito do setor aeroespacial, em especial foguetes, nanossatélites para sensoriamento remoto e experimentos biológicos. 

Com objetivo de apoiar a comunidade científica brasileira, o desenvolvimento de talentos na área e ampliar o escopo de sua atuação na implementação de segurança cibernética no mercado de aviação e aeroespacial nacional, a TI Safe fechou acordo de patrocínio com o projeto da UFRJ e auxilia na implementação de segurança cibernética e novos recursos nos foguetes Aurora (propulsão sólida) e Quimera (propulsão híbrida).

Em 2023, as equipes Minerva Rockets e Sats levaram o primeiro lugar geral do Latin American Space Challenge (LASC), a competição latino-americana de foguetes, logo após alcançarem o ouro na categoria para foguete de 3 km de alcance com propulsão sólida.

A competição experimental de engenharia de foguetes e satélites contou com estudantes de 15 países e aconteceu no interior de São Paulo. A LASC é o segundo maior torneio no mundo nesta categoria. Mas, não foi a primeira vez que a UFRJ esteve numa competição internacional. A Minerva Rockets, representando o Brasil, lançou o Aurora na Spaceport America Cup, competição que aconteceu no Novo México, EUA, em junho de 2022. O objetivo era construir foguetes que chegassem a exatos 3 mil metros e para isto era necessário ter aviônica embarcada para aquisição e transmissão de dados, sistema de frenagem, de abertura do paraquedas etc. A TI Safe colaborou na segurança cibernética do projeto para garantir o sigilo de fabricação e, também, patrocinou a produção dos foguetes. A equipe de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da companhia atuou junto à Minerva Rockets prestando auxílio e consultoria, por exemplo, para a automação da base de lançamento com inteligência artificial, sistema de frenagem e através de novos componentes de hardware e software.

Para 2024, um novo projeto já está em desenvolvimento. Trata de um foguete de propulsão híbrida. A principal meta é tornar o Grupo de Pesquisas Aeroespaciais, formado pela Rockets e Sats, um polo de pesquisa do setor no Rio de Janeiro.

“No âmbito de nossas iniciativas pioneiras, a segurança de aeronaves, bem como a computação relacionada a foguetes e satélites, pode se tornar uma próxima fronteira de atuação para a TI Safe. Nosso propósito é aprimorar nossa compreensão para, consequentemente, oferecer uma proteção mais eficiente”, afirma Thiago Branquinho, CTO da TI Safe.

Voltar